fbpx
Av. Água Branca, 988. Bairro Água Branca . Contagem
31 3010.0300

Se o assunto é comida a gente já fica animado não é mesmo? Comer é um dos maiores e melhores prazeres da vida. Porém nem sempre a comida cai bem ou melhor, nem sempre o preparo foi feito tomando todos os cuidados necessários de manuseio e armazenamento dos alimentos e com isso sempre há o risco de uma intoxicação alimentar.

A intoxicação alimentar, também conhecida por gastrintestinal (gastroenterocolite aguda), é causada pela ingestão de alimentos que contém organismos prejudiciais ao nosso corpo, como bactérias, parasitas e vírus.

As bactérias que geralmente causam a intoxicação alimentar são Salmonella, Shigella, E. coli, Staphilococus, Clostridium, vírus Rotavírus (ou por suas respectivas toxinas), fungos, componentes tóxicos encontrados em certos vegetais (como a planta “comigo-ninguém-pode” e mandioca brava) e produtos químicos.

De modo geral, os pacientes acometidos pela intoxicação alimentar ingeriram alimentos que foram deixados ao ar livre ou que ficaram armazenados por muito tempo. Porém, a intoxicação alimentar também pode ocorrer quando um indivíduo não lava as mãos antes de tocar na comida. Na maioria dos casos, é suave e desaparece após alguns dias.

Normalmente o que se pode fazer nesses casos é aguardar o corpo responder, para se livrar do germe que está causando a doença. Porém, os tipos mais sérios da doença exigem que a pessoa infectada procure um médico com urgência. Quando afeta crianças e idosos, a intoxicação alimentar pode ser uma doença grave.

Os sinais e sintomas mais comuns em todos os pacientes de intoxicação alimentar quando aguda são:

– Náuseas.

– Vômitos.

– Diarreia.

– Febre.

– Dor abdominal.

– Cólicas.

– Mal-estar.

– Desidratação, perda de peso e queda da pressão arterial: nos casos mais graves.

Se o alimento for contaminado pelo Clostridium, ou seja, quando a intoxicação é causada por uma das variedades da bactéria responsável pela doença conhecida por “Botulismo”, o paciente poderá apresentar:

– Distúrbios gastrointestinais: raros.

Alterações neurológicas:

– Visão dupla.

– Dificuldade para focalizar objetos.

– Dificuldade para falar e engolir.

Os sintomas da intoxicação alimentar geralmente afetam o estômago e intestinos, sendo que o sinal mais comum é a diarreia. Outros sintomas incluem:

– Náusea.

– Vômitos.

– Diarreia aquosa.

– Dor abdominal e cólicas.

– Febre.

Deixe seu comentário.